Domingo, 21 de Março de 2010

Baptismo a Rosmaninhal e Salvaterra do Extremo...

Aqui está uma volta verdadeiramente épica! Finalmente fui a Rosmaninhal. Raul, tens que desculpar-me, mas eu não podia ficar à tua espera...

 

A maior dificuldade neste passeio é mesmo a distância neste altura do ano, mas a preparação para Serpa assim o exigiu. Não estou a treinar para ganhar em Serpa, que fique bem claro. O que eu pretendo é não sofrer muito nesse dia. Quanto a outros não sei... logo veremos.

 

O trajecto até Rosmaninhal é quase sempre a rolar e assim que saímos da estrada do Ladoeiro para Monfortinho acaba o trânsito. Para terem uma ideia, desta estrada até Rosmaninhal são 13km e apenas passaram 3 carros; de Rosmaninhal para Segura são 17km e passaram 2 carros e de Segura para Salvaterra são 9km e passou apenas 1 carro! 

 

Resta-me dizer apenas que a estrada que liga Rosmaninhal a Segura é espectacular. Embora seja estreita e com algumas pedrinhas no piso, tem um traçado sinuoso muito agradável e é quase sempre a descer. Além disso, proporciona-nos umas vistas únicas de Portugal e Espanha ao mesmo tempo. Vale mesmo a pena lá ir. É pena é ser tão longe, mas para quem mora em Castelo Branco...

 

 

 

Vale a pena pôr aqui o mapa desta volta memorável. Se alguém quiser o track de gps desta volta é só pedir. Não vá o pessoal se perder...

 

Outra vez o rio Pônsul. Neste caso estava na ponte de Pônsul, entre Escalos de Baixo e Ladoeiro.

Vista para o lado norte da ponte. Vê-se uma construção

no mínimo curiosa no leito do rio.

E eu em cima da mesma ponte.

Chegada ao Rosmaninhal. No alto vê-se a Igreja Matriz. Até ao cruzamento para

Rosmaninhal, o trajecto é muito a rolar. Depois quando se vira para a povoação temos de atravessar três montes num percurso de 13kms. Cheguei a Rosmaninhal ao fim de 3 horas e 4 minutos e 98kms, ou seja, com uma média de 31km/h.

Outra igreja mesmo à entrada de Rosmaninhal. Aliás, esta Terra é pequena,mas está cheia de igrejas. Contei pelo menos quatro.

Junta de freguesia de Rosmaninhal.

Sinos emblemáticos da Igreja Matriz de Rosmaninhal.

Eu no átrio da Igreja Matriz. É um miradouro espectacular. As vistas são magníficas,com muito verde a colorir a paisagem. Aqui estava a chegar ao quilómetro 100. Ainda faltariam 140 kms. Eu bem disse que era um passeio para homens de barba rija. Eu nem fiz a barba e qté pus gel nela para ficar mais dura ha! ha! ha! ha! ha!

A bela paisagem, embora ao vivo seja muito melhor...

Mais uma capela à saída para Segura.

Chegada a Salvaterra do Extremo. Este não é o brasão de Salvaterra!

Igreja em Salvaterra.

Vista de um dos miradouros em Salvaterra. Ao fundo vê-se a ponte sobre o rio Erges. Por momentos pensei que não iria passar para o lado espanhol.

Chamam a isto uma ponte... É vergonhoso que uma passagem internacional entre dois países europeus esteja sujeita a uma situação destas. É que nem sequer podemos dizer que o rio levava um caudal enorme. Está certo que choveu muito ultimamente, mas não era caso para isto. Conclusão? Tive que passar a pé, pondo em risco a minha vida e a da bicicleta também...

Mas correu tudo bem. Descalcei os sapatos e primeiro fiz um ensaio a pé sem a bicicleta. Vi que com cuidado dava para passar. Assim, a bicicleta ao ombro, os sapatos dentro da camisola e devagarinho atravessei as águas geladas.

E aqui está a ida a Espanha no mês de Março. Ainda cheguei à fronteira com média de 30,0, mas voltei a Portugal com média de 29,9 km/h ao fim de 24kms!

 

 

Este foi um passeio de cinco brasões, mas apenas tinha dois disponíveis para "apanhar" (já se vai tornando um hábito!): Rosmaninhal (Idanha-a-Nova) e Salvaterra do Extremo (Idanha-a-Nova). Está completo o Concelho de Idanha-a-Nova!

 

 

 

Ficha Técnica 

Parceiros: -
Distância:

240,05 km

Tempo: 8 horas e 28 minutos
Média: 28,3 km/h
Clima:

Vento fraco.

Coração:

148 bpm

T. acumul.:

2750 m

Calorias: 8180 cal
Percurso: Covilhã, Fundão, Alpedrinha, Soalheira, Lardosa, Escalos de Cima, Escalos de Baixo, Ladoeiro, Rosmaninhal, Segura, Salvaterra do Extremo, Zarza la Mayor, Monfortinho, Penha Garcia, Cidral, Salvador, Aranhas, Penamacor, Capinha, Peroviseu, Covilhã
Observações:

 

 

publicado por beirabike às 22:15
link do post | comentar | favorito
|

Próxima volta

Quinta ida ao Douro! ;-)
Total do mês
0 9 7 0 , 4 3 km
0 3 5 h 2 6 m 0 3 s

2017
0 8 6 2 6 , 5 8 km
3 0 8 h 0 3 m 2 6 s

2016
0 4 8 5 0 , 9 4 km
1 8 0 h 3 0 m 2 7 s

2015
0 1 3 5 0 , 0 0 km

2014
0 7 6 3 3 , 8 8 km
2 9 4 h 4 2 m 2 7 s

2013
0 3 2 4 3 , 2 9 km

2012
0 4 3 8 8 , 3 4 km

2011
0 5 6 5 7 , 5 1 km

2010
0 8 1 9 5 , 1 2 km

2009
1 5 7 4 4 , 3 1 km

2008
1 4 6 9 6 , 5 0 km

2007
1 4 0 5 0 , 9 7 km

Calendário online com feriados municipais, páscoa, carnaval, datas comemorativas e fases da lua

.posts recentes

. Volta teste...

. Mais vale pouco que nada!

. Fugindo ao calor...

. Subida à Torre

. De Seia a Salamanca ou qu...

. Volta inédita...inovando ...

. Subida à Serra

. Ida a Avis!

. Eu... Miro

. Volta à... Pala!

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Setembro 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.links

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds