Sábado, 28 de Abril de 2012

Abraço aos que abraçaram a Serra!

Este sábado fui ter com os amigos de Seia que se aventuraram a "abraçar" a Serra da Estrela. Estava convencido que chegariam mais tarde à Guarda e que dava para ir até ao Porto da Carne, mas já eles estavam em Celorico a ligar-me e eu ainda em casa!!! Foi uma correria para chegarmos mais ou menos ao mesmo tempo à Guarda.
 
Seguimos caminho juntos até ao Tortosendo. Eu pretendia ir com eles até às Pedras Lavradas ou pelo menos até Unhais da Serra, mas ao chegar ao alto da Portela via-se que chovia a "potes" para o lado das Pedras Lavradas. Como ainda ando em recuperação do resfriado, resolvi voltar para casa e abrigar-me. Foi o melhor que fiz, pois pouco depois de chegar começou a chover também na Covilhã.
 
Sé da Guarda 
Preparação para seguir viagem... 
Aqui vemos o Jorge, sempre animado! Tristeza não paga dívidas! Obrigado pelo café! 
Despedida do Jorge e do Pedro. O Cavacas e o Alves já deviam estar, por esta hora,
a tomar banho... de chuva!  
 
 

Ficha Técnica

 

Parceiros: Jorge Medeiros, Pedro, Cavacas e Alves
Distância:

105,70 km

Tempo: 4 horas e 20 minutos
Média: 24,4 km/h
Clima: vento fraco

Coração:

146 bpm

T. acumul.:

1454 m

Calorias: 3476 cal
Percurso:

Covilhã, Canhoso, Orjais, Ginjal, Gaia, Vendas da Vela, Guarda, Vendas da Vela, Gaia, Ginjal, Orjais, Tortosendo, Alto da Portela, Tortosendo, Covilhã

Observações:  
publicado por beirabike às 17:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 22 de Abril de 2012

Senhora da Lapa...

O tempo continua a não ser famoso. Vento, chuva e frio vão marcando os dias desta Primavera. Quando será que vem o bom tempo que fez no inverno?!!!

 

Hoje resolvi fazer algo diferente. Aproveitei a viagem de carro entre Vila Real e Covilhã para fazer um passeio a meio do caminho. O local escolhido foi o distrito de Viseu, concelhos de Moimenta da Beira e de Sernancelhe. O objetivo era conhecer percursos novos e fazer pelo menos 25km para apanhar um brasão!

 

Parei o carro à saída de Moimenta da Beira e segui na direção de Vila da Ponte onde eu há muito havia registado uma subida para a Senhora da Lapa. Aliás, existem três ou quatro, mas eu escolhi a última, já depois de Vila da Ponte. Descobri que esta subida tem uma faixa a subir para bicicletas. Pena é estar aqui e ali um pouco suja... Não é preciso subir muito até aparecer a primeira povoação: Granjal. À saída de Granjal existe uma cortada para a Senhora da Aparição. Fui até lá para ver a igreja. Só lamento não ter levado a máquina fotográfica. Por isso, as fotos que aqui vou apresentar são de outros fotógrafos que simpaticamente as disponibilizam na net. 

 

foto de http://www.origens.pt/explorar/doc.php?id=2982

 

Depois de Granjal a estrada continua a subir, mas sempre sem grandes inclinações até chegarmos ao cruzamento para a Lapa. Aqui estamos a cerca de 921m. Embora não estando muito alto, a vista é magnífica com o Marão ao longe.

 

 http://ruadaspretas.blogspot.pt/2012_01_01_archive.html

 

Edifício do século XVII, erguido entre fráguas em forma de gruta, cuja construção é atribuída aos jesuítas. No interior do templo integra-se o grande penedo granítico, onde teria sucedido o milagre. Todos os anos este santuário acolhe uma concorrida romaria, em honra da Senhora da Lapa. Junto a ele existe um grande edifício, antigo colégio jesuítico, onde estudou o escritor Aquilino Ribeiro.

(http://www.lifecooler.com/Portugal/actividades/SantuariodeNossaSenhoradaLapa)

 

Lenda da Senhora da Lapa

 

Diz a lenda que a imagem de Nossa Senhora da Lapa apareceu num penedo de difícil acesso, na Beira Alta. Os devotos construíram-lhe um templo num local mais acessível, mas a imagem da Senhora fugia para o seu penedo sempre que a punham na nova capela.

 

Este facto insólito ocorreu tantas vezes que os devotos fizeram a vontade à Virgem e construíram-lhe uma capela no penedo. E a Senhora da Lapa lá está hoje, num sítio em que para a ver o crente tem de entrar de lado, por mais magro que seja.

Curiosamente, o crente mais gordo de lado entra sempre. Um dos milagres atribuídos a esta Senhora é o que ocorreu com um caminhante que, adormecendo junto à capela, entrou-lhe na boca entreaberta uma cobra.

Aflito, o homem acordou e imediatamente invocou no seu pensamento a Senhora da Lapa.

Conta a lenda que a cobra imediatamente virou a cabeça para fora da boca, sendo depois apanhada e morta.

(http://www.guiadacidade.pt/pt/art/lenda-da-senhora-da-lapa-19646-18)

 

 

 
 

 Este foi um passeio de um brasão: Caria (Moimenta da Beira)

 

 

 

Ficha Técnica

 

Parceiros: -
Distância:

37,81 km

Tempo: 1 hora e 25 minutos
Média: 26,8 km/h
Clima: vento fraco a moderado

Coração:

148 bpm

T. acumul.:

585 m

Calorias: 1305 cal
Percurso:

Moimenta da Beira, Vila da Rua, A-de-Barros, Penso, Vila da Ponte, Granjal, Lapa, Caria, Moimenta da Beira

Observações:  
publicado por beirabike às 22:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 11 de Abril de 2012

Ida ao Fundão...

A gripe ainda não me abandonou... está difícil! Mesmo assim, resolvi sair para ir até ao Fundão comprar um pneu. Estava mesmo nas últimas e foi muito rápido. Quando estava a voltar de Salamanca é que reparei que em alguns pontos já se via a tela! Por sorte não furei. Nem sexta-feira, nem hoje.

 

Ficha Técnica

 

Parceiros: -
Distância:

43,10 km

Tempo: 1 hora e 31 minutos
Média: 28,5 km/h
Clima: vento fraco

Coração:

150 bpm

T. acumul.:

502 m

Calorias: 1498 cal
Percurso:

Covilhã, Fundão, Canhoso, Covilhã

Observações:  
publicado por beirabike às 17:46
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Abril de 2012

Sexta feira Santa...

Há algum tempo que o Jorge Medeiros (http://jmedeiros.blogs.sapo.pt/) tinha me convidado para esta volta, mais precisamente desde a ida à Régua. A data mais conveniente para fazer esta volta foi precisamente esta, muito embora o tempo não estivesse favorável. Mas paciência!

 

Saí de carro de manhã bem cedo para Vilar Formoso. Estavam 0ºC na Covilhã!!! Quando cheguei a Vilar Formoso ainda estavam 3ºC! Estou a apanhar mais frio na primavera do que apanhei no inverno! E vento nem se fala... Mesmo hoje o vento não nos ajudou muito. É que estava a favor para Salamanca. Claro que o mais certo era estar contra na volta.

 

Embora ameaçasse chover, não vimos a chuva a não ser depois da chegada a Salamanca. Quando estávamos para voltar, caiu um granizo respeitável. Isso fez baixar a temperatura e aumentar a apreensão quanto à volta. Mas não havia muitas alternativas. Tínhamos de ir pedalando e resguardando da chuva quando desse. O problema é que a estrada N620, que liga Vilar Formoso a Salamanca, tem poucos pontos de abrigo. Mesmo assim conseguimos fugir dela. A certa altura a hora começou a apertar e chegámos à conclusão que tínhamos de enfrentar a chuva, embora ainda falassem mais de 80km. Por sorte, foi quando o tempo abriu. Só voltou a chover depois de Cuidad Rodrigo e mais uma vez foi passageira.

 

Por falar em água, aconteceu algo inédito nesta volta. À partdia sabíamos que não seria provável encontrar pelo caminho fontes para apanhar água. Provavelmente teríamos que comprar água algures. Eu não me lembro de alguém comprar água e nem sequer pedir por ela. Eu fiz quase 240km e nem um litro bebi. Quando cheguei a Vilar Formoso tinha seguramente ainda mais de 200 ml. Durante o dia, para além da água que bebi, lembro-me que o único líquido que tomei foi um café em Salamanca. Nem sequer a água da chuva bebi!!! Muito estranho!

 

Em resumo, correu tudo bem mesmo tendo em conta alguns incidentes pelo caminho. Espero que o frio que apanhei não piore este resfriado. O pior que pode acontecer é ficar parado uma semana. Mas este passeio já ninguém me tira!

 

Obrigado ao Jorge pela sua inspiração e aos companheiros de viagem pela companhia!

 

 

 Falsa partida!
 Partida de Vilar Formoso.
Jorge, Cavacas, Pedro, Galvão e Rogério.
Olhando para o céu, quem diria que ia chover... 
 O grupo: Galvão, Cavacas, Pedro e Jorge!
 Passagem por Cuidad Rodrigo.
 À saída de Cuidad Rodrigo...
Boa disposição... 
...com Salamanca à vista! 
 Catedral de Salamanca
 Jorge, o repórter fotográfico na Plaza Mayor.
Abrigados da chuva. Era sempre passageira, nunca demorando mais de 15 a 20 minutos. 
Os passeios  não só pedalar...
Chegada já de noite. Tinha acabado de anoitecer! 
 
 
 

 Já estávamos à espera desta altimetria que aqui parece bem mais complicada!!!

 

 

Ficha Técnica

 

Parceiros: Jorge Medeiros, Pedro, José Cavacas e Galvão
Distância:

238,84 km

Tempo: 10 horas
Média: 23,9 km/h
Clima: vento fraco a moderado

Coração:

129 bpm

T. acumul.:

1609 m

Calorias: 7720 cal
Percurso:

Vilar Formoso, Salamanca, Vilar Formoso

Observações:  
publicado por beirabike às 23:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Próxima volta

Repouso...
Total do mês
1 4 9 3 , 8 5 km
0 4 5 h 0 3 m 2 1 s

2017
0 5 4 7 6 , 4 1 km
1 8 9 h 3 6 m 1 7 s

2016
0 4 8 5 0 , 9 4 km
1 8 0 h 3 0 m 2 7 s

2015
0 1 3 5 0 , 0 0 km

2014
0 7 6 3 3 , 8 8 km
2 9 4 h 4 2 m 2 7 s

2013
0 3 2 4 3 , 2 9 km

2012
0 4 3 8 8 , 3 4 km

2011
0 5 6 5 7 , 5 1 km

2010
0 8 1 9 5 , 1 2 km

2009
1 5 7 4 4 , 3 1 km

2008
1 4 6 9 6 , 5 0 km

2007
1 4 0 5 0 , 9 7 km

Calendário online com feriados municipais, páscoa, carnaval, datas comemorativas e fases da lua

.posts recentes

. Passeio a Vila Velha de R...

. Passeio ao parque de camp...

. Passagem por Salgueiro do...

. Treino curto pela Gardunh...

. Dia do Trabalhador... e a...

. Liberdade, Liberdade...

. Voltar a Fátima!

. Ida a Fátima!

. Vento, vento e mais vento...

. Primeira volta de 2017 pe...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Setembro 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.links

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds