Sábado, 28 de Fevereiro de 2009

No rain, no pain!

Junta-se um pouco de criatividade, com aventurismo e gosto pela bicicleta e obtemos voltas deste calibre! Claro que a chuva que prometiam poderia estragar a volta, mas tive sorte pois água nem vê-la...

 

Devo dizer que a volta foi dura, mas muito gratificante. Basta ver a média para se entender que se passou qualquer coisa. Começando pelo frio que parece que "congela" as pernas, o vento contra que não ajuda, o sobe e desce constante na zona da Raia e por vezes o mau piso. Não recomendo a estrada que liga Vilar Maior a Badamalos, valendo mais ir por Bismula. Para terem uma ideia, esta estrada tem dois quilómetros em empedrado...

 

 

Tem uma descida e uma grande subida, onde a velocidade máxima não passaou dos 19km/h e na subida pouco mais de 11km/h...

 

Mas vamos ao percurso um pouco mais atrás, em Espanha. Depois de passar a fronteira virei à esquerda ao contrário do que sempre tinha feito até então. Fui fazer um baptismo nesta estrada e conhecer pessoalmente Casillas de Flores.

 

 

É uma pequena aldeia tipicamente espanhola, muito bem arranjada e servida de uma estrada nova. Julgo que esta povoação será mais conhecida por esta casa que agora vos apresento:

 

     

 

A estrada segue para Fuenteguinaldo, com um piso muito bom. Nesta povoação, virei à esquerda para uma estrada mais estreita e com piso bastante danificado, pelo menos para descer... Esta estrada vai dar a Ituero de Azaba, uma povoação por onde tinha passado a última vez que fui a La Alberca. Voltei a fazer outro baptismo quando em Puebla de Azaba virei à direita a caminho da última povoação espanhola antes de entrar em Portugal: Alamedilla. Aqui, embora já tivesse passado o ano passado, fiz o baptismo do piso novo à saída.

 

Depois de entrar em Portugal, e de passar a Aldeia da Ribeira, fui visitar Escabralhado.

 

 

É uma pequena povoação que faz parte da freguesia da Aldeia da Ribeira, assim como Batocas também pertencem a esta freguesia.

 

A maior dificuldade apareceu a seguir a Badamalos. Este nome deve estar ligado aos acessos a esta povoação. Tanto para sair como para entrar temos que enfrentar duas rampas valentes. Foi a partir daqui que vim mais abaixo...

 

As bandeiras que apresento hoje são as da Aldeia da Ribeira (em homenagem ao meu amigo Pedro Serra que tem raízes em Batocas que pertence a esta freguesia) e Badamalos.

 

        

 

 

Ficha Técnica

Parceiros: -
Distância:

213,01km

Tempo: 8 horas e 9 minutos
Média: 26,1 km/h
Clima: vento fraco e céu nublado na região atá ao Sabugal.; na raia e em Espanha sol quentinho... e temperatura entre os 6 e 22ºC. Vento contra e moderado no regresso deste que entrei em Portugal!
Percurso: Covilhã, Canhoso, Caria, Casteleiro, Terreiro das Bruxas, Santo Estêvão, Sabugal, Rendo, Vila Boa, Nave, Alfaiates, Vila Velha, Lageosa da Raia, Casillas de Flores, Fuenteguinaldo, Ituero de Azaba, Plueba de Azaba, Alamedilla, Batocas, Aldeia da Ribeira, Escabralhado, Vilar Maior, Badamalos, Miuzela, Peroficós, Rapoula do Côa, Quintas de Sâo Bartolomeu, Sabugal, Santo Estêvão, Casteleiro, Terreiro das Bruxas, Caira, Covilhã
Observações:

Mais frio por estas bandas do que pela Raia e Espanha. A chuva que anunciaram só começou a cair depois das 18h. A esta hora já eu estava em casa!

 

 

publicado por beirabike às 23:17
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Uma volta higiénica... e com autoridade!

Hoje realizei uma volta higiénica, só possível graças à ... autoridade, isto é, à companhia do meu amigo agente Simeoni (Simões). Fizemos uma voltinha pacata, bem descontraída e muito simpática. Na parte final, ainda deu para "puxar" um pouquinho na descida a seguir a Pêroviseu... Serviu de manutenção para a super-hiper-MEGA volta que pretendo fazer sábado. Será a maior desde o início do ano.

 

E agora mais dois brazões... Boidobra e Fatela!

 

       

 

 

Ficha Técnica

Parceiros: Simeoni (Simões)
Distância:

63,75km

Tempo: 2 horas e 45 minutos
Média: 23,1 km/h
Clima: vento fraco e temperatura entre os 18 e 24ºC.
Percurso: Covilhã, Boidobra, Fundão, Valverde, Fatela, Capinha, Pêroviseu,   Covilhã
Observações:

Quase me atropelam à chegada!

 

 

publicado por beirabike às 22:28
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 24 de Fevereiro de 2009

Baptismo a Barbaido!

Hoje, conforme tinha anunciado, saí de manhã rumo a Barbaido para um baptismo. Na partida, passei ainda pela Vertente para cumprimentar a malta amiga do BTT. Ainda me fizeram companhia até ao Tortosendo.

 

 

A partir daqui estava entregue a Deus... Para evitar a subida complicada do Barco para Silvares, segui na direcção do Paúl-Ourondo. Pela primeira vez este ano passei o cabeço na direcção da Barroca. E que saudades eu já tinha desta estrada... É realmente um privilégio morar tão perto desta região tão bonita e que proporciona sempre um passeio extraordinário!

 

 

 

Esta região, embora montanhosa, faz-se muito bem. Tem umas vistas privilegiadas, boas estradas e muitas árvores.

 

Chegando ao Orvalho temos muitos caminhos para escolher, mas para ir para Barbaido o melhor é virar à esquerda. O vento aqui estava de frente, mas como era fraco não atrapalhou muito na subida. Na descida para Casas da Zebreira há um "parque de merendas" com uma fonte que recomendo a todos que por lá passem...tem uma água fresquinha muito boa.

 

Estas estradas têm muito pouco movimento. Para terem uma ideia, de Silvares até ao Orvalho passaram por mim 7 viaturas e do Orvalho até ao cruzamento para Barbaido mais 42! Neste segundo troço, mais de 30 apareceram depois do cruzamento para Almaceda, ou seja, já muito perto de Barbaido.

 

Um dos objectivos deste baptismo era saber se a estrada que Barbaido liga a Tripeiro estava alcatroada, mas fui informado que ainda estava em terra. Seria muito bom que no futuro pudéssemos passar por lá... Fiquei também a saber que esta povoação pertence à freguesia de Freixial do Campo.

 

Ao contrário do que possa parecer, estou com dificuldades para apresentar as duas bandeiras para hoje. Não que não tenha muitas por onde escolher, mas por que as mais distantes e que gostaria de apresentar não se encontram disponíveis na net. Já enviei uma mensagem às freguesia de Orvalho e de Freixial do Campo para tentar colmatar esta falha. Fico portanto à espera delas...

 

 

Recebi da Junta de freguesia de Orvalho a informação que não têm barsão. No entanto, tiveram a gentileza de me enviar o logotipo. Um grande abraço e muito obrigado!

 

 

 

 

Ficha Técnica

Parceiros: -
Distância:

161,10km

Tempo: 5 horas e 45 minutos
Média: 28,0 km/h
Clima: vento fraco e temperatura entre os 9 e 25ºC.
Percurso: Covilhã, Tortosendo, Ourondinho, Paúl, Ourondo, Silvares, Barroca, Orvalho, Casa da Zebreira, Lameirinhas, Barbaido, Freixial do Campo, Tinalhas, Póvoa de Rio de Moinhos, Alcains, Soalheira, Alpedrinha, Fundão, Covilhã
Observações:

Baptismo para Barbaido. A estrada que liga esta povoação a Tripeiro não está alcatroada.

 

 

publicado por beirabike às 21:57
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 22 de Fevereiro de 2009

1º Passeio da Vertente

 

Para um primeiro passeio da Vertente, tenho de reconhecer que a parte do percurso que liga o Terreiro das Bruxas a Sortelha foi duro. O melhor teria sido virar para a Senhora da Póvoa e regressar pela Capinha. Fica como lição!

 

As fotos do passeio:

 

O grupo da Covilhã.

 

 Nuno e Sérgio

 

 Mário                                        Rui

 Tó Manel

 Alberto

 Gabriel e Zé

 Tó Manel

 Brito

 Mário

 Nuno e Zé

 

Hoje, por ser um dia especial, não vou apresentar qualquer bandeira!

 

 

Ficha Técnica

Parceiros: 9 da Covilhã+9 de Belmonte
Distância: 91,85km
Tempo: 4 horas e 17 minutos
Média: 21,4 km/h
Clima: vento fraco a moderado e temperatura entre os 13 e 26ºC.
Percurso: Covilhã, Peraboa, Caria, Casteleiro, Terreiro das Bruxas, Sortelha, Caria, Covilhã
Observações:

Parte do Terreiro das Bruxas para Sortelha foi duro para um grupo menos habituado a andar em estrada!

 

 

publicado por beirabike às 19:51
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

Passada a barreira dos 2000km...

Como não apareceu ninguém que tivesse aceite o meu desafio (feito na semana passada), resolvi tentar fazer a volta de Silvares à média de 30km/h. Objectivo alcançado! Cheguei  a pensar que ainda faria melhor, depois de ter passado Silvares com média de 33.5km/h... Além deste objectivo, esta volta tinha exactamente os quilómetros que me faltavam para chegar aos 2000km.

 

Mais duas observações:

  1. um pequena correcção, o nome da Terra a seguir a Silvares não é Alto do Pião, mas antes Cabeço do Pião;
  2. Ainda apanhei dois cortejos carnavalescos: as crianças de Silvares e as de Tortosendo. 

 

 Ainda tenho algumas bandeiras para esta zona. Hoje são as de Souto da Casa e do Ourondo.

 

           

 

 

 

Ficha Técnica

Parceiros:  -
Distância: 78,77km
Tempo: 2 horas e 36 minutos
Média: 30,3 km/h
Clima: vento fraco e temperatura entre os 11 e 17ºC.
Percurso: Covilhã, Fundão, Souto da Casa, Lavacolhos, Silvares, Cabeço do Pião, Ourondo, Paúl, Taliscas, Ourondinho, Tortosendo, Covilhã
Observações:

Dois cortejos carnavalescos, em Silvares e Tortosendo, obrigaram-me a apear. 

 

 

publicado por beirabike às 19:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009

1ª Internacionalização do ano!

 ... e já está quase "paga a dívida" do mês passado! Conforme eu tinha previsto, achei-me em forma e fui dar a volta de Espanha. Acho que foi a primeira vez que a fiz sozinho. Faz hoje um ano e dois dias que fui mais o Cavaca e o Venâncio fazer uma volta parecida com esta: na altura fizemos, eu e o Cavaca, 200km e o Venâncio encurtou e fez 175km. Mesmo assim, ainda hoje não sei como é que ele consegiu!!!

 

Gostaria aqui de esclarecer algum mau entendido. Quando eu anuncio uma volta, não será certamente com a vontade de a fazer sozinho. Ou seja, se aparecer alguém será sempre bem vindo e, nesse caso, adaptarei a volta para que todos fiquemos contentes! Não me levem a mal, mas por acaso hoje tenho a agradecer o facto de não ter aparecido ninguém. A razão é que eu tinha uma hora limite para chegar. Um atraso de 20 a 30 minutos teria-me obrigado a voltar para trás... Portanto, fui e voltei sempre num ritmo certo e bastante eleveado. Cheguei aos Arcos com média de 28,7km/h. A partir daí, convém abrandar o ritmo caso contrário corremos o risco de "aquecer" em demasia a máquina (humana)!

 

Gostaria ainda de deixar aqui a seguinte informação: quando descemos do alto de Navasfrías para Valerde del Fresno, descemos cerca de 580m em 14km. O piso foi retocado, mas mesmo assim, subir é mais interessante do que descer!

 

Hoje já posso escolher bandeiras de freguesias mais distantes. Por isso, escolhi a última povoação portuguesa antes de entrar em Espanha e o Brasão de Valverde del Fresno, porque não encontrei o de Navasfrías.

 

               

 

 

Ficha Técnica

Parceiros:  -
Distância: 173,82 km
Tempo: 6 horas e 8 minutos
Média: 28,3 km/h
Clima: vento fraco a moderado e temperatura entre os 6 e 24ºC.
Percurso: Covilhã, Canhoso, Caria, Casteleiro, Terreiro das Bruxas, Santo Estêvão, Sabugal, Rendo, Vila Boa, Nave, Alfaiates, Aldeia Velha, Lageosa da Raia, Navasfrías, Valverde del Fresno, Penamacor, Caponha, Pêroviseu, Covilhã
Observações:

A estrada espanhola que liga a Lageosa a Navasfrías já está pronta!

 

 

publicado por beirabike às 20:45
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

Volta de reconhecimento...

Já é este domingo que começam as voltas da Vertente. Neste sentido, fui hoje fazer uma volta de reconhecimento. Há ainda umas pequenas alterações para domingo, de modo a que a volta evite ao máximo passar duas vezes pelo mesmo lugar. Portanto, será uma volta com cerca de 75km e parece que o tempo vai ajudar...

 

Hoje tive a confirmação que se quisermos andar mais depressa, às vezes é importante não querer dar tudo de uma só vez. Assim foi o que fiz hoje. Pensei em não puxar muito, apenas o suficiente para chegar ao Terreiro das Bruxas com média de 28km/h. Como me poupei na parte plana (ia sempre numa cadência certa, não muito perto do máximo), quando chegavam as rampas tinha energia acumulada suficiente para não perder muito tempo. Deste modo, cheguei ao Terreiro das Bruxas com menos dois minutos do que tinha feito na sexta-feira...

 

Conforme eu tinha previsto, existe uma nova estrada que liga o Terreiro das Bruxas à estrada N542, que liga Sortelha a Sabugal. A estrada é novinha, mas não é plana! Vale a pena por lá passar, pois é como estar no campo mas sem pisar a terra. Pode ser que por lá volta a passar na próxima quarta-feira aquando da primeira volta internacional...

 

Resta apenas apresentar as duas bandeiras e deixar uma pequena observação. As bandeiras são as de Sortelha e da Moita do Sabugal. Embora não tenha passado pelo centro da Moita, gostaria de informar que o Terreiro das Bruxas pertence à freguesia da Moita.

 

 

          

 

Ficha Técnica

Parceiros:  -
Distância: 80,02 km
Tempo: 2 horas e 44 minutos
Média: 29,3 km/h
Clima: vento fraco e temperatura entre os 15 e 19ºC.
Percurso: Covilhã, Canhoso, Caria, Casteleiro, Terreiro das Bruxas, Sortelha, Caria, Covilhã
Observações:

Baptismo entre o Terreiro das Bruxas e a estrada N542 que liga Sortelha a Sabugal.

 

 

publicado por beirabike às 20:55
link do post | comentar | favorito
|

Próxima volta

Repouso...
Total do mês
1 9 7 3 , 4 0 km
0 7 1 h 1 6 m 2 6 s

2017
0 3 8 7 6 , 4 7 km
1 4 0 h 1 4 m 3 6 s

2016
0 4 8 5 0 , 9 4 km
1 8 0 h 3 0 m 2 7 s

2015
0 1 3 5 0 , 0 0 km

2014
0 7 6 3 3 , 8 8 km
2 9 4 h 4 2 m 2 7 s

2013
0 3 2 4 3 , 2 9 km

2012
0 4 3 8 8 , 3 4 km

2011
0 5 6 5 7 , 5 1 km

2010
0 8 1 9 5 , 1 2 km

2009
1 5 7 4 4 , 3 1 km

2008
1 4 6 9 6 , 5 0 km

2007
1 4 0 5 0 , 9 7 km

Calendário online com feriados municipais, páscoa, carnaval, datas comemorativas e fases da lua

.posts recentes

. Voltar a Fátima!

. Ida a Fátima!

. Vento, vento e mais vento...

. Primeira volta de 2017 pe...

. Volta Santa!

. Volta inédita pelas banda...

. Objetivo: Linhares da Bei...

. Obrigado 'Senhor'

. Batismo a Codeceiro!

. O meu Granfondo...

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Setembro 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.links

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds